Realizou-se ontem, 20/8/17, a tomada de posse da nova Assembleia de Freguesia de Quiaios para o quadriénio 2017/21,

resultado obtido nas eleições de 1 de outubro, e cujo resultado ditou: 4 eleitos para o PS e PSD e um eleito para a CDU, no total de 9 eleitos. Este resultado é em tudo igual ao mandato que terminou sendo, portanto, uma enorme dificuldade qualquer tentativa de formação de um Executivo para a Junta, dado a teimosia do elemento mais votado da força vencedora, Fernanda Lorigo.

De acordo com a Lei, tomou o comando do processo, e da reunião, propus a lista da equipa de trabalho para o Executivo que seria votada, sendo essa a decisão da A.F. O resultado dessa votação deu a não aprovação desses elementos, 5 votos contra e 4 a favor. Este foi o resultado que se verificou por mais duas votações, sendo, agora, votações uninominal.

Aqui chegados, uma pausa de 20 minutos para reuniões numa tentativa de desbloquear o problema. Recomeço dos trabalhos com a 3ª votação uninominal dos seus elementos, resultado não se alterou.

A Presidente em exercicio apelou que durante o fim de semana se pensa-sa melhor para bem da Freguesia e que nos voltavamos a reunir no Domingo pelas 21 H.

Antes de dar a sessão por terminada o eleito da CDU pediu a palavra leu uma declaração que se transcreve.

Exmº Senhores.
Face ao resultado eleitoral do passado dia 1 de outubro, e no que à Assembleia de Freguesia diz respeito importa dizer alguma coisa.
1º - Fomos contactados pelo PS no sentido de viabilização através do nosso voto, aqui e hoje, do Executivo da Junta de Quiaios.
2º- Respondemos que não o faríamos sem condições, já que a proposta do PS apontava, e aponta, para um Executivo monocolor. Propusemos em contra partida, a entrada do eleito da CDU para o executivo e a consequente subida de um outro cidadão eleito pela nossa lista para o colectivo da Assembleia de Freguesia.
3º -Tal proposta foi liminarmente repudiada pela Sr.ª Presidente, invocando ter constituído uma equipa e programa, abandonando outro cenário que não fosse o de gerir os destinos da Freguesia, apenas e só com o PS.
4º- Aproveitamos o ensejo para dizer que:
-Qualquer força politica ou coligação constrói as suas equipas e os seus programas. Dado adquirido.
- Nada disso nunca impediu que participassem outros, nomeadamente em Executivos da Junta de Freguesia do nosso Concelho, com a participação de gente da CDU e outros quadros.
5º- Não é nosso desejo levar a eleições intercalares na Freguesia de Quiaios. Assim, embora continuamos a considerar não ser esta a decisão mais adequada às necessidades da Freguesia, assumimos votar SIM ao Executivo PS nas condições que a seguir e que, a serem aceites, terão de contar não só no corpo da acta da 1ª reunião da Assembleia de Freguesia como do documento formal, assinado pelas partes e pelo srª presidente da Câmara Municipal. O Povo de Quiaios sempre contou com o nosso contributo construtivo. Continuará a poder contar com ele, incondicionalmente, sejam quais forem os desenvolvimentos daqui em diante.

Condições:
- Efectivação de concursos públicos para o preenchimento das vagas existentes no quadro de pessoal da Junta de Freguesia de Quiaios, começando pelo coveiro, de necessidade extrema. Espaço temporal: primeiro ano do mandato.
- Projecto e realização da obra do prolongamento da Rua da Fonte Velha (posto da GNR) Murtinheira, a entroncar na Rua de Poiares, a Norte, com a extensão de 300m e cujo croqui foi entregue à Câmara Municipal no início do mandato findo. Espaço temporal; primeiro, segundo anos do mandato.
- Ligação costeira entre o Cabo Mondego e a Murtinheira. Da conclusão do projecto deverá constar a não passagem de trânsito por dentro da Murtinheira. O Executivo da Junta de Freguesia de Quiaios fica obrigado à defesa desta solução. Espaço temporal: terceiro ano do mandato.
- Projecto da Circular Externa a Quiaios (rotunda do Ervedal na EN109/P. Quiaios via M. Nacionais). Com a execução deste projecto pretendemos também a requalificação da Av. Manuel Bento, a continuação das duas vias a partir da ex. Guarda-Fiscal para Sul, até ao estacionamento junto ao bar existente (ISN). Espaço temporal; terceiro ano do mandato.

Estes são os requisitos mínimos que a CDU apresenta para a aceitação da eleição do Executivo da Junta de Quiaios para o quadriénio 2017/21 formado pelo PS. Requisitos que fazem parte dos programas eleitorais das duas forças em questão. Não nos parece de todo inexequível dado que em conversa com a Srª Presidente Fernanda Lorigo e o seu camarada Ricardo dos Santos, sabemos que lhes foi garantido por parte da Autarquia/C.M., para além do compromisso, o financiamento do conjunto das propostas.
Srª Presidente.
A política faz-se com palavras e actos, pela nossa parte aqui tem as palavras ficamos à espera das acções.
Quiaios, 20 de outubro de 2017 
O Eleito da CDU


CDU - Figueira da Foz

A Coligação Democrática Unitária luta dia após dia contra esta desastrosa politica de direita posta em prática pelos governos PS/PSD/PP, com o objetivo claro de construir uma politica alternativa, patriótica e de esquerda que assegure um Portugal com futuro, com justiça social e progresso num país soberano e independente que defenda e garanta direitos dos trabalhadores, aposentados, reformados e jovens. 

É com este objetivo que a CDU da Figueira da Foz luta todos os dias de forma séria, verdadeira, justa, competente e sem demagogia pela defesa dos figueirenses.

CDU no Facebook